A dominação mundial de Anitta

Por | 18 de dezembro de 2017
anira

Anitta atualmente é dona e proprietária da empresa marketing e eu te explico o porquê. Desde setembro desse ano, ela tem lançado um clipe para músicas inéditas a cada mês. Todas as quatro faixas fazem parte do projeto intitulado check mate, que tem a missão de divulgar o nome de Anitta internacionalmente. Tanto na América do Sul como na América do Norte. Ela quer dominar o mundo.

A primeira delas foi Will I see you, que foi escrita e produzida pelo músico Poo Bear. Ele tem no currículo trabalhos com Usher, Fifth Harmony, David Guetta, Chris Brown e Skrillex, por exemplo. Tá bom pra você? Mas não para por aí, posso ficar horas escrevendo somente sobre os trabalhos dele.

A letra de Will I see you é toda em inglês, mas a sonoridade traz referência da bossa nova. A produção é praticamente acústica. Além disso, o que mais chama atenção são os vocais da Anitta. Aqui ela mostra que alcança notas musicais, sim. E que nem só do funk, ela pode ser conhecida. O clipe é lindo.

Em outubro, Anitta lancou Is that for me, que é uma parceria com o DJ e produtor sueco Alesso. Ele já trabalhou com David Guetta, Calvin Harris, Avicii e OneRepublic, por exemplo. Como Alesso é referência na música eletrônica, ele manteve essa sonoridade na parceria com Anitta.

O clipe foi gravado na Floresta Amazônia, que acabou sendo uma crítica a medidas do Governo Federal que facilitava o desmatamento florestal para um “possível desenvolvimento agropecuário”. O vídeo foi publicado no Youtube no canal do Alesso justamente na intenção de levar o nome de Anitta a novos consumidores de música. Ele tem quase 700 mil inscritos no canal, fãs do trabalho dele. Essas 700 mil pessoas podem ter passado a conhecer o trabalho de Anitta justamente por essa parceria.

Em novembro Anitta lançou Downtown que também conta com os vocais do J Balvin. Dessa vez eles cantam em espanhol e escolheram o reggaeton como sonoridade da música. Anitta já fez canções nesse ritmo e foi um sucesso danado. J Balvin é referência no ritmo e a música mais recente dele, Mi Gente, é um sucesso danado tanto na América do Sul quanto na América do Norte.

Até agora ela tem sido a que mais teve sucesso comercial, tanto que chegou a ser uma das 50 canções mais tocadas no Spotify a nível mundial. E só tende a crescer, pois o reggaeton nunca esteve tão em alta. Você quer dominação mundial @?

Por fim, Anitta lançou hoje Vai malandra. A música tem participação do Mc Zaac e do rapper americano Maejor. A produção fica por conta Tropkillaz & DJ Yuri Martins. A faixa é funk de raiz. Ou seja, Anitta volta a sua sonoridade raiz ao fim do projeto check mate num momento onde grande parte do mundo está observando a carreira dela.

É nesse momento e com esse patamar que ela leva o funk, que é um dos ritmos característicos do Brasil, para o mundo. É também com esse alcance a nível mundial, mesmo que ainda não seja grande, que ela leva o funk para diversas pessoas e a vida como é na favela, lugar de onde ela veio, diga-se de passagem.

O vídeo mostra como as garotas pegam bronze na laje, com diversos corpos e curvas diferentes. Loira, morena, negra, mulata. Mostra mesmo que rápido, como é a vida na favela. Como é a simplicidade. Aliás, Anitta vetou o tratamento de imagem onde mostravam as celulites, pois a mulher comum, a que está em casa, no trabalho e está lendo esse humilde texto também tem.

O clipe de Vai malandra é uma celebração a diversidade. Tem a participação da funkeira Jojo Todynho, da youtuber lésbica Jessica Tauane, da atriz transgênera Wallace Ruy. Tem também uma modelo com albinismo, um modelo com vitiligo. E todos ali juntos se divertindo e dançando, que é a intenção do funk. Todas essas pessoas diferentes é o que a gente chama de representatividade.

Vai malandra mais do que representatividade é uma crítica ao projeto de lei que transformava o funk em crime. É uma resposta ao projeto de que o funk é sim um ritmo nacional e a cara Brasil. Aliás, uma das caras, pois o Brasil tem uma diversidade cultural imensa.

Anitta percebeu que o mundo mais do que nunca, consomem clipes e não necessariamente um álbum inteiro. Lançar singles com maior frequência a coloca sempre como um dos assuntos falados nos meios de comunicação. Além disso, todos os looks usados por ela nos quatro clipes do projeto check mate, fazem parte de uma linha de roupas que ela lançou em parceria com a loja de departamento C&A.

Você caro leitor pode não ter notado, mas Anitta conseguiu trazer para o projeto, uma das maiores marcas nacionais. Com a proximidade do lançamento de cada clipe, peças de xadrez eram espalhadas por capitais pelo país a fora. Isso é um exemplo claro de inovação de divulgação.

Diz aí se ela é ou não uma especialista em marketing no que diz respeito à promoção do trabalho dela. Será que ela aprendeu com a Beyoncé?

blog

Guilherme Pesqueira
Guilherme Pesqueira

Pesqueira é jornalista. Aquariano, mas não liga para signo. BeyHive boy. Tenta ser fitness, mas sempre falha. Não resiste um convite para uma cerveja no bar. Curte música POP e o universo nerd desde a adolescência. Ah, ele acha o Batman o melhor super-herói que há.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *